Navegue no Blog

18/03/2016

Girl Power

Dia 8 de março é geralmente conhecido por ser "O dia internacional da Mulher",e na mesma semana eu tive que fazer um trabalho -ENORME por sinal- falando e homenageando as mulheres pelo seu "dia". Eu,minha irmã,e minha amiga tivemos que estudar muita coisa,sobre toda a história da mulher para agregá nesse trabalho! Tive que adquirir conhecimento sobre as mulheres,coisas que eu nunca imaginei...

Descobri que a mulher passou por coisas terríveis-e ainda passa-,venceu,criou,se reinventou...E mesmo com toda as suas guerras e conquistas,passou por uma repressão terrível! Onde até a cor do seu batom poderia te difamar. Por exemplo: O batom vermelho,antigamente era reprimido! Pois,segundo a igreja,era algo satânico,e só as prostitutas usavam; (mais aqui...)

E que as mulheres só começaram a ter mais "valor" no período da segunda guerra mundial! Pois os seus respectivos homens tiveram que ir para a guerra (sabe-se lá se voltavam),e elas tiveram que tomar o "rumo" da situação,com mão de obras,em empresas...(mais aqui...)

Também rolam boatos de que: "a data (8/03) teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas...Mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento."  (mais aqui...)
Ok,se aconteceu isso mesmo? Não sei. Porém,teve que ocorrer algo tão horrendo e macabro para ser lançado a droga de um dia para homenagear as mulheres?! 
Sempre quis vir aqui e,escrever sobre isso ou qualquer outro assunto considerado polêmico! Mas nunca tive coragem,pois tive um pequeno receio por ser "nova demais". Mas não,se eu tiver uma opinião concreta sobre aquilo,e souber defender minha opinião! Eu posso vir aqui,e escrever sobre tal assunto,eu só tenho que estar preparada pra receber outras opiniões tão diferentes -ou não- das minhas.

Eu estou dando graças a Deus,que,eu estou crescendo em um novo "Mundo",onde as mulheres estão tendo mais voz. E que eu não vou ser errada se eu não quiser cozinhar sempre pro meu futuro marido,ou quiser ser uma clássica dona de casa-que por sinal não tem nada de errado nisso-. 
Que eu não vou estar errada se eu quiser,primeiro,ser independente,me conhecer,me agregar,viajar...Pra dividir/compartilhar toda essa minha experiência com alguém. Que juntos,possamos crescer! Sem repressão...

E,eu acho TÃO,MAIS TÃO maravilhoso quando uma mulher pode ir,fazer seu trabalho (algumas vezes melhores que os homens),ter sua voz,e espalhar ela por ai,sem medo. Quando ela pode usar seu batom vermelho,preto,verde,roxo...Sem se preocupar de ser chamada de ''puta'' na rua! Que ela pode...Simplesmente,chupar um picolé na rua sem ouvir comentários desnecessários sobre essa ação super normal (aqui).
Porém,apesar de toda voz e respeito que a mulher está conseguindo constantemente,ela ainda passa por problemas! Como: assédio,medo de andar sozinha na rua,receios,não ir a festas sozinhas,ou até viajar sozinhas...(aqui).

E eu acho muito irônico quando as mulheres ainda são chamadas de "sexo frágil",de que "feminismo se cura com porrada","que lutam por direitos iguais,mas não se alistam no exército"...zzzZZZ...

Oque mais me deixou irritada um dias atrás foi: Uma MULHER,dizer que feminismo não existe e que é TOTALMENTE desnecessário. Oi? Acho que você está precisando ler mais,e se integrar mais no assunto antes de dizer que ele não existe,não acha?!

E,são essas pessoas que me fazem querer mostrar à elas que: Feminismo é necessário sim. E que nós,mulheres,feministas,já passamos por tanta mais TANTA coisa,que não será sua opinião que vai nos fazer parar.

Eu,por exemplo,tenho um grande exemplo da força feminina na minha própria casa...Minha mãe! Ela sim,me mostra oque é ser forte,oque é correr atrás do que se deseja mesmo todos dizendo que "ela não vai conseguir","que é muito difícil"...Te amo,mãe!
We can do it!: (Nós podemos fazer isso!) 
"O cartaz foi visto pouco durante a Segunda Guerra Mundial. Foi redescoberto nos anos 1980 e amplamente reproduzida em muitas formas, muitas vezes não é chamado de "We Can Do It!" mas sim de Rosie the Riveter, que é a figura de uma forte trabalhadora de produção no período da guerra. A imagem de "We Can Do It!" foi usado para promover o feminismo..." (mais...)

Matérias Interessantes:
-Como surgiu o preconceito com o batom vermelho?
-A participação feminina na Segunda Guerra Mundial
-Não posso mais chupar picolé - Fatos sobre ser mulher
-A poderosa carta sobre duas viajantes mortas apenas por serem mulheres
-We can do it!
-Por que você precisa de feminismo?
-Oque eu aprendi com o feminismo?

Filmes #Girl Power
-Frida
-Ela é o cara
-A dama de Ferro
-Coco Antes de Chanel
-A Rainha
-Spice World
-As Sufragistas
"Feminista, a pessoa que acredita na igualdade social, política e econômica entre os sexos"
E vocês? oque acham sobre a verdadeira Girl Power? Sobre o feminismo? Bora papear...Beijão ♥


4 comentários:

  1. Mônica, eu super concordo com você. As mulheres não precisava passar por tudo isso para receber um pouco de reconhecimento. Para mim, dia das mulheres é todos os dias! Todos os dias nós temos que ser respeitadas e ter o reconhecimento que nós merecemos. E assim como você, eu dou graças a Deus por estar vivendo em um "novo mundo", mas infelizmente ainda acontece muitas barbaridades do tal preconceito, e falta muito para realmente conseguirmos a nossa igualdade social,politica e econômica, mas eu nunca irei deixar de acreditar.
    adorei o texto, maravilhoso! Se você tivesse postado um pouco antes eu iria ler-lo na sala de aula, com seus devidos créditos, é claro.
    beijão!

    http://tonsdesentimentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim,dias das mulheres é todo dia! Merecemos todo respeito e reconhecimento. Também dou graças,porém,temos muitas coisas à melhorar não é mesmo? Há,que pena,seria uma honra...Mesmo assim,mil obrigada! Beijão ♥

      Excluir
  2. Eu fico extremamente chateada quando uma mulher menospreza o feminismo. Ela, sem dúvidas, não conhece as raízes do movimento e nem seus fundamentos. O problema é que as pessoas se deixam levar pela generalização, no caso é o feminismo radical, aquele agressivo e que por vezes prega ódio aos homens (já vi muito disso por aí). Simplesmente acham que esse tipo de militância é o feminismo por si só quando não é. Sou feminista com muito orgulho e gostaria que mais pessoas enxergassem o movimento como uma luta pela igualdade e não como o inverso do machismo, o que não acontece muitas vezes. Gostei muito da sua postagem, beijo grande!
    Café, Vodka e Literatura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também fico extremamente triste. Sim,acho que é por conta disso que muitas pessoas ainda "Descriminam" o feminismo! Mas chegaram lá,se Deus quiser. Obrigada,beijão ♥

      Excluir

Obrigada por comentar! ♥

♥Depois que fizer o comentário deixe o link do seu blog no final do comentário,irei fazer uma visitinha no seu blog!
♥Só aceito críticas construtivas.

Beijão ♥